Em uma esquina movimentada de São Paulo, uma menina de rua, atormentada pela fome, não consegue dormir.

Ela observa o movimento agitado das formigas carregando restos de comida de um restaurante e, de repente, uma das formigas se aproxima e pergunta se ela quer comer.

Aline é levada para o interior do formigueiro e lá descobre que o gesto nobre da formiga de alimentá-la, tinha um propósito ainda maior.

O Capitão Ferrão queria saber por que uma garotinha internada em um hospital para tratamento de câncer infantil chorava o dia todo. Um choro silencioso, sem alarde, mas, que cortava o coração de que a via.

Aline, a menina que falava formigues, foi incumbida dessa tarefa.

A Menina Que Falava Formiguês

R$30.00Preço
    • facebook-square
    • Twitter Square
    • google-plus-square

    © 2016 por MINAS EDITORA Web - Contato: 34.9.8868.7028 - www.minaseditora.com